sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

De malas Prontas


Então, eu estou de mala e cuia, de mudança para outro espaço.
Foram 554 postagens em 3 anos de blog, eu me recriei aqui, eu precisava de socorro e a minha ajuda veio das palavras, dos comentários e das trocas feitas por aqui.
Aqui eu pari, eu criei, eu chorei, eu sorri, eu fiz laços, eu conheci pessoas lindas e que irei levar comigo para onde eu for, mas esse espaço aqui ja não é mais meu, não me cabe e tudo que esta aqui ja não faz mais parte de mim, não são mais a minha vida, então aproveito a energia de mudança e mudo junto e quem quiser vir, venha, será como sempre muito bem quisto.

http://reinodemim.blogspot.com/

Até.
Noh

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Até


Então, volto em janeiro, lá pro dia 09/01/2012.

Boas festas, bom descanso, boa vida sempre.


Noh

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Natal Feliz pra mim é isso...

Se eu posso desejar algo para este natal é que todas as pessoas façam o que sempre quiseram fazer, que corram atras dos seus sonhos mais intimos sem esperar nada dos céus, que todos entendam que somente o amor constroi e nada na vida é mais importante do que isso e que sintam a alegria que sinto, a fé que sinto e a esperança que sinto e vejo acontecer todos os dias.

Amores Feliz Natal...

Noh

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Pelos bons pedaços

"Não se nasce mulher, torna-se"
Simone de Beauvoir


E la vou eu com minha bela caminhada interior, tenho muito para aprender, muito para provar, quero entender, saber, gozar, aproveitar e ser livre, ter a liberdade das escolhas e verdades, quero caminhar junto e não aprisionar ninguém, quero a vida dos leves, das águas boas e correntes frescas.

Vem também...

Noh

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Ciclo louco, inferno astral rs

Momento de transição louca, não sei se é o clima de final de ciclo ou a porra do inferno astral (niver chegando tsá), mas rola que nos fechamentos internos no final de ano dá uma vontadizinha louca de arrumar o que é necessário, começando por mim.

Noh

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Para esquentar a sexta

Ontem não me lembro bem a hora, sei que ja era tarde, as luzes estavam acessas e a chuva não dava tregua, entrei em casa meio molhada, meio seca, fui direto para o banho, ranquei a roupa no corredor, saia, blusa, bota, meias, os cabelos molhados pingavam no chão. Acendi uma vela no banheiro, liguei o chuveiro, apaguei a luz, fiquei uns 5 minutos inteira debaixo d'agua, uma sensação de mundo indo embora pelo ralo e eu ali, deixando o mundo chegar. Coloquei minhas mãos em uma das paredes, virei-me de costas para o box, pensei em você, nas suas mãos firmes passeando pelos meus seios, minha barriga, passando o seu dedo nos meus lábios, suspirei longamente, senti um arrepio, uma vontade. Lembrei do seu hálito quente na minha nuca, do seu pau roçando a minha bunda, contrai minhas pernas, fiquei mais molhada e deixei a água um pouco mais morna. Coloquei meus cabelos para trás, deixei que a água lavasse o rosto e senti sua boca percorrendo meu pescoço, sua lingua quente procurando minha boca já aberta, senti seus dedos entrando por minhas pernas...

Noh

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Coisas da hora do almoço

Não perca nunca a oportunidade de ser FELIZ.


Hoje numa ótima conversa com duas amigas no almoço, ficou claro que podemos escolher em viver no atrito, na reclamação e picuinhas, mas também pode se viver no positivo, no conhecimento e no compartilhar.

Seja Feliz, nos pequenos momentos principalmente, seja feliz.


Noh

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

O que melhor define

"Moço cuidado com ela!
Há que se ter cautela com esta gente que menstrua.
Imagine uma cachoeira as àvessas:
cada ato que faz, o corpo confessa.
Cuidado, moço
as vezes parece erva, parece hera
cuidado com essa gente que gera
essa gente que se metamorfoseia
metade legível, metade sereia."


Elisa Lucinda.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Caminhemos juntos

"Eu não sei
Se ele sabe o que fez
Quando fez o meu peito
Cantar outra vez..."


Hoje somos dois anos, dois anos de união
e eu fico assim, meio sem saber o que dizer
porque ja digo todo dia que te amo, que ter você é maravilhoso
e que com você minha vida fica muito mais completa, repleta e linda.

Te amo xuxu

P.s: cadê as alianças heim rsrs (brincadeirinha)

Noh

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Coisas do tipo Meu querido Diário

Pois bem, essa semana foi suada, infelizmente não foi um suado de delicias na cama, foi um suado de muito trabalho, pouco tempo pra ir na academia, feriado cortando a semana e eu ralando feito louca e muita coisa colocada em prática.
Eu tenho a infeliz mania de agir antes de pensar, mas num é que essa semana eu me surpreendi? Juro, eu pensei mil vezes antes de falar e fazer algumas coisas o que me acarretou dias com menos problemas e bem menos "achismos", sendo assim ponto pra mim.
Essa semana o pai biológico da minha Cria resolveu testar toda a minha paciência e vista grossa, deixou bem claro que é somente o biológico e sabe o que eu fiz? Agradeci imensamente e internamente a ficha dele ter caído, amém nós todos.
Essa semana tive o prazer de não ter tempo nem pra comer, de entender como é mal dormir, muito ralar e ainda por cima uma montanha de gente resolvendo me encher os pacovás e sabe o que eu fiz? Respirei, rezei e fui ler, e isso é incrivel, eu não matei ninguém, não perdi amigo nenhum, não briguei com o boy magia e não descontei meu mau humor em ninguém, dez pontos pra mim, porque isso é um milagre.
E no mais essa semana fecha com duas festas, uma hoje, daquelas de amigo oculto, com direito a buteco copo sujo e muita risada e amanhã uma chiquerrima da empresa pela qual eu trabalho, com direito a garçons de calça e somente colete, bons drinks, banda ao vivo, boy magia lindo e eu lá, morta, cansada, mas muito, muito feliz, coberta nas jóias finas, na boa maquiagem e com um enorme sorriso na cara preta.

É isso, é o que tem pra hoje.
Ótimo final de semana pra todos.


Beijos
Noh

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Para colar na testa

Competir com os outros pode ser desgastante. Competir comigo mesma pode ser surpreendente.

NOh

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Segundos do dia

Riqueza nada tem haver com dinheiro, tem haver com espirito, com o ato de doar e ser leve.

Ficaadica.

Noh

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Coisas de segundo

O mundo tem lá suas boas maneiras de se mostrar
o que difere é o olhar do observador.

Ficaadica.


Noh

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Nota

Esse desenho lindo ai em cima é deste blog http://serpentmandalas.blogspot.com/, eu não sei colocar os creditos na imagem, mas fica aqui a notinha de onde veio.

Porque eu Crio e Recrio a minha vida.


Noh

Tá, eu sei, estou super radiola

Sempre gostei de outros idiomas, em especial fico com o francês, o italiano e o arábe, gosto do encontro dos sons, das palavras ditas e claro da pronuncia gostosa, então vivo encontrando e escutando novos sons, essa ai é meu mais novo amor, Arisa.

Procurem, escutem e diversifiquem, é bom pra alma e pros ouvidos.



Noh

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Coisas miudas minhas

Faz parte da vida
somos ciclos, eu sou ciclica
somos fases e estações
e tudo isso soma, multiplica
não deixo de ser eu,
nem nos altos e muito menos nos baixos.

Um viva a toda essa imensidão chamada alma.


Noh

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Pra mudar a estação, um pouco só é bom





"Não sofro mais com a maldade que anda rodeando
Tenho alguém em quem confio e eu tô confiando
Quem tem respeito tem, e quem não tem tá panguando
Quem tá comigo tá e quem não tá tô nem ligando..."

Flora Matos

Coisas de escutar no trabalho rsrs


Noh

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Faz parte do Show

Por muito tempo me critiquei, por muito tempo fui dura comigo, me tratava a ferro e fogo, quanta burrada, não sou perfeita, nunca vou ser e esse não é meu objetivo. Eu apontei dedos na minha cara inúmeras vezes, achava que assim eu mesma ja me expunha e não precisaria outros o fazer, quanta burrada, sou falha, cheia de altos e baixos.
Ja deixei que outras pessoas me desvalorizassem, que outros não me respeitassem e que me subjulgassem e tirassem minha leveza, ja sofri de baixa estima e nessa fase tudo de pior aconteceu, eu deixei de me amar.
Precisei de um ano para me levantar, um ano de muita escrita, de muito espelho e de uma busca, um resgate ao que deixei perdido em vários lugares, dancei, cantei, acendi a fogueira e gritei, chorei e pedi a minha loba que voltasse e tomasse forma, voltei ao meu normal, quer dizer, voltei para onde eu devia voltar e hoje estou aqui, mais forte, mais centrada e vivo de olho, vivo me vigiando para não cair nesse buraco e nem deixar ninguém querer me colocar nele.
Posso passar por grossa, intransigente, cabeça dura e até mesmo metida e arrogante, mas so quem esteve aonde estive sabe o quanto ter postura e lutar por aquilo que se quer e por aquilo que se tem valor custa e quanto custa. Faço 27 anos no começo do ano que vem, não sou nenhuma meninota (a não ser nas horas vagas) e daqui a pouco to virando balzaquiana (coisa que amo a ideia)e tô em busca de uma vida muito melhor, uma vida inteira, de ações e não somente de falas, uma vida de Noéle.
Essa ai môbeim também sou eu.

Noh

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

O que eu quero

Hoje é tempo e coração brando para sentir e clarear o que ferve aqui dentro.

Noh

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Pode ser

Hoje resolvi ver o tal do Horoscopo que sempre chega no meu e-mail, nem me lembro quando me cadastrei e aonde, mas tava la na caixa de entrada tão sozinho e eu não aguentei e fui lá ver o que os "astros" me contavam, pois bem, eis que tomei um susto daqueles porque né môbem eu to ai com algumas coisas no ar, uma ligação hoje cedo me renovou as expectativas e afins e num é que a mensagem do além universo veio batatinha, é claro que pode ser tudo uma brincadeiro do universo, afinal ele prega cada peça na minha vida, pode ser so uma coincidência, mas não estou aqui para julgar os astros né mesmo, então ficou claro que preciso de 4 palavrinhas com P para que a minha vida continue melhorando, e eis que são: Paciência, Prudência, Persitência e Persuasão, juro que estavam escritas todas num único paragráfo e para fechar com chave de ouro:
"Qualquer coisa que vc possa fazer ou sonhar, voce pode começar. A coragem contém em sim mesma, o PODER, o gênio e a magia."

É o que tem pra hoje rsrs.

Noh

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Das coisas que tenho [2]

Então, eu tenho uma filha de 3 anos e 4 meses e não sei como ensinar-la o tal do LIMITE, pois é, eu não sou aquela mãe que sabe tudo, muito menos chego perto da perfeição, e escrevo isso aqui porque preciso falar comigo mesma o que esta acontecendo, afinal nós seres humanos temos tendência de florir algumas coisas e uma delas é a maternidade.
Eu não sei muita coisa, nunca pensei em ser mãe tão cedo, mas tive e assumi, assumi tudo, criação, educação e todas suas dores e dúvidas, e muitas das dúvidas eu não tenho nem com quem tirar, mesmo lendo e pesquisando, há sentimentos que não se encontram no google e eu não tenho amigos com filhos, pelo menos que morem perto ou que eu tenha como pedir um help, então, tento resolver e tentar clarear o que sinto e tento agir de uma forma que mais se encaixa, mas vamos lá né, nem todo dia o café sai bom, imagina criar alguém todos os dias, pois é, não estou lamentando e muito menos me deixando vitimizar, mas é dificil, o rojão não é leve e no final do dia estou cansada, com dores no corpo inteiro, dor de cabeça, olheiras e uma irritação gigante.
Eu sou do tipo que conto ate mil para não bater, para não ralhar com a criança, penso, repenso e respiro, não fui criada com violência gratuita e não é esse exemplo que quero passar, mas eu estou me sentindo perdida, não estou sabendo educar com limite e isso tem me deixado no fundo do poço.
Eu amo minha Cria, eu a respeito, eu a acolho, faço durmir todos os dias, canto, rezo e encho de carinho e acontece que vi que isso não é suficiente, pq amor sem limite não dá, não há vida sem limite e respeito.

Noh

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Das coisas que Tenho

Quando você deita sobre mim
quando eu sinto seu coração bater
sua pele esquentar e tudo se levanta
tenho certeza que o melhor da vida eu ja tenho,
Você.


Obrigada
1 ano e 11 meses, quase dois xuxu rsrs

Noh

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

O meu Eu verdadeiro

que eu não me deixe levar por impressões
por coisas vis e pequenas
que eu não caia na vaidade e hipocrisia
que eu não julgue pessoas e situações antes de realmente conhecê-las
que meu coração não se afliga com o que não esta nas minhas mãos
que eu não revide o soco sem antes olhar para quem o deu
que eu segure minha lingua na boca
e meus pensamentos na cabeça
que eu aprenda a esperar sem sofrer
a falar sem machucar
que eu entenda de uma vez por todas que o mundo não acaba
quando eu perco um emprego, uma oportunidade, um amor ou um amigo
que eu sinta que posso ser e fazer o que eu quiser
preciso somente ter coragem e assumir
que eu entenda que os planos de Deus nem sempre são os meus
e que eu não caia em choro copioso atoa
que eu olhe meu próximo como um ser humano dotado de falhas
e sendo assim o acolha com os olhos e não levante um dedo sequer
que eu não me deixe levar pelas tristezas repentinas,
pelas noticias sem porque e
e que minha alma fique em paz sempre.

NOh

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O que é dele



A Mais Bonita
Chico Buarque

Não, solidão, hoje não quero me retocar
Nesse salão de tristeza onde as outras penteiam mágoas
Deixo que as águas invadam meu rosto
Gosto de me ver chorar
Finjo que estão me vendo
Eu preciso me mostrar

Bonita
Pra que os olhos do meu bem
Não olhem mais ninguém
Quando eu me revelar
Da forma mais bonita
Pra saber como levar todos
Os desejos que ele tem
Ao me ver passar
Bonita
Hoje eu arrasei
Na casa de espelhos
Espalho os meus rostos
E finjo que finjo que finjo
Que não sei

***Na voz de Maria Bethânia, vale escutar umas dez vezes.
Ai Chico como és lindo rsrs

Noh

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Dos Outros

" quem castiga nem é Deus,
são os avessos "

Maria Bethânia

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Você aqui

Não há como
a boca chega a escorrer
o pensamento encontra formas
as pernas se roçam e se espremem
so falta você aqui...

Noh

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Das delicadezas da vida






Ostra feliz não faz pérola

"Ostras são moluscos, animais sem esqueletos, macias, que são as delícias dos gastrônomos. Podem ser comidas cruas, de pingos de limão, com arroz, paellas, sopas. Sem defesas - são animais mansos - seriam uma presa fácil dos predadores.

Para que isso não acontecesse a sua sabedoria as ensinou a fazer casas, conchas duras, dentro das quais vivem.

Pois havia num fundo de mar uma colônia de ostras, muitas ostras. Eram ostras felizes. Sabia-se que eram ostras felizes porque de dentro de suas conchas, saía uma delicada melodia, música aquática, como se fosse um canto gregoriano, todas cantando a mesma música. Com uma exceção: de uma ostra solitária que fazia um solo solitário... Diferente da alegre música aquática, ela cantava um canto muito triste... As ostras felizes riam dela e diziam: "Ela não sai da sua depressão..." Não era depressão. Era dor. Pois um grão de areia havia entrado dentro da sua carne e doía, doía, doía. E ela não tinha jeito de se livrar dele, do grão de areia. Mas era possível livrar-se da dor.

O seu corpo sabia que, para se livrar da dor que o grão de areia lhe provocava, em virtude de sua aspereza, arestas e pontas, bastava envolvê-lo com uma substância lisa, brilhante e redonda. Assim, enquanto cantava o seu canto triste, o seu corpo fazia o seu trabalho - por causa da dor que o grão de areia lhe causava.

Um dia passou por ali um pescador com seu barco. Lançou a sua rede e toda a colônia de ostras, inclusive a sofredora, foi pescada. O pescador se alegrou, levou-a para sua casa e sua mulher fez uma deliciosa sopa de ostras. Deliciando-se com as ostras, de repente seus dentes bateram num objeto duro que estava dentro da ostra. Ele tomou-a em suas mãos e deu uma gargalhada de felicidade; era uma pérola, uma linda pérola. Apensa a ostra sofredora fizera uma pérola. Ele tomou a pérola e deu-a de presente para a sua esposa. Ela ficou muito feliz..."

Rubem Alves




Para José que com toda sua delicadeza de mundo, entende meu canto mesmo que seja triste e me nutre de calor, amor e tempo.
Te amo

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Um sapo a menos

Que tudo que sufoque e engasgue saia
que nada congestione o caminho
que tudo passe e que o brejo que eu carrego em mim
suma de vez e que não reste nada
nem mesmo um micro sapo...

Amém
Noh

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Belo, simples...



"De algumas coisas ela gostava, gostava demais: do sol da manhã antes de muito esquentar. Da água fria, da praia branca, da areia e do mar. De circo, de parque de diversões. De cinema também. De goiaba e pitanga. Das flores, dos bichos, de cozinhar, comer, de andar pela rua, de dormir, gemer, suspirar. Dessas coisas gostava... Dele gostava de um gostar diferente. Na cama pra gemer, beijar, morder, suspirar, morrer e renascer. Mas também pra dormir de verdade, sonhando com o sol, com o gato bravio, com a areia da praia, a lua do céu e a comida a fazer."

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Eu e meus Botões Novamente





Não sei dizer ao certo se foi o passar dos anos, ou as circunstâncias e atos vividos, mas eu sinceramente tenho preguiça de gente, não tenho saco para falatórios desordenados, para futricas de comadres e gente que não pensa.
Eu sou o que sou, não me preocupo se as pessoas gostam de mim ou de como me visto, ou de como arrumo meu cabelo, eu não preciso da opinião ou aprovação de terceiros, eu estou satisfeita comigo em tudo e quando digo tudo é tudo mesmo e quanto mais me auto afirmo e enxergo e penso, mais as pessoas vão ficando longe pra mim, eu não sei se isso é Positivo, mas gosto muito de viver somente com as pessoas que escolhi.

Noh

terça-feira, 25 de outubro de 2011

E ele ta chegando...




Ontem senti o cheiro do Natal, isso mesmo, o cheiro de final de ano e todas as suas comemorações, dessa vez nem foi pelos enfeites ja nas vitrines ou pelas propagandas mostrando o Bom Velhinho, mas ontem senti um cheiro de ponto final, um cheiro de ciclo terminando, eis que dezembro ja ta ai né moçada. Esse ano vou fazer o Natal Dourado, é povo, to pedindo ao Papai Noel fartura e abundância, porque saúde, paz e amor ele ja me deu e to muito agradecida, e como em 2012 começo os preparativos para outros passos dado com o Bunito, nada melhor do que a ajuda do Bom Velhinho para dar aquela força.
Eu produzo os almoços de Natal, entramos em acordo la em casa e comemoramos todo dia 25 de Dezembro, fazemos um almoção, com direito a muito vinho, sobremesa e familia, sobra caso e risada e dessa vez não será diferente, vejo que muitas graças e conquistas foram dadas para as mulheres lá de casa, moramos em 3 mulheres e meia (Duda ainda tem 3 anos né), então não temos mesmo o que reclamar, o amadurecimento e vitórias vieram de muito esforço e perseverança.
Não sou la muito de dar presentes, acredito tanto que presentear alguém nada tem haver com datas e sim com vontade e desejo, acredito mais nos bons sentimentos, na educação de todo dia, na generosidade e acolhimento.
Esse ano eu não preciso ganhar nada, acho que ja tenho tudo, tudo que é importante de verdade, tenho uma filha que me enche de amor e completude, um companheirasso que me dá força e compartilha vida, uma familia que me faz todo dia enxergar o que preciso e amadurecer, amigos leais, divertidos e acolhedores e tenho consciência do que Sou e de tudo aquilo que preciso fazer. Então, so agradeço e começo já, os preparativos para um Natal Delicia.

Noh

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Somente Viver, ja basta.







Arrumar a casa, botar cada coisa em seu lugar
flores na janela, livros empilhados
sandalias velhas e cansadas jogadas fora
salto novo, saia nova
mais cor, mais vida e mais amor.

Se eu posso desejar algo para esse fim de semana,
é nada desejar,
so VIVER.

Noh

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Eu e meus botões



Hoje conversando com um amigo queridissimo, vi o quanto o clichê de que Mulher tem que ser conquistada todo dia é veridico, mas não só mulher, isso vale para ambos. É meio piegas eu sei, mas o que faz o outro ou a outra ficar ao seu lado nos perrengues, desventuras e crises existenciais? Não é somente amor, é um querer, é algo que dá um frio na barriga quando se pensa no outro, é o que o outro faz, é o que o outro te fala, é a surpresa, a leveza e os detalhes.
É uma balança, relacionamento é uma balança sim, você dá (ui) e outro também, o outro faz e você também, é equilibrio, nem tanto o oposto e nem tanto o igual, é sentir-se bem com o outro, é não se anular, é não se acomodar, é respirar sozinho e querer suspirar junto, é troca, é vida boa.


E você? Vive o que?

Noh

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Há tempos



Na minha fase adolescente de ser, isso dos 14 aos 18, rebeldia era saudavél, digo que era mais brando, lembro que ser rebelde era usar roupas pretas, all star no pé, legião urbana altissimo nos ouvidos e posso ate dizer uma cara de má, era o máximo da rebeldia, se trancar no quarto, ouvir música alta e no meu caso ainda tinha meu inseparavel diario, eu fui assim. Quando completei uns 17 anos minha rebeldia era ficar sentada durante horas a fio no meio fio, conversando com os amigos, bebendo escondido (mas nada para cair dura), escutando Green Day, System off a Down, Korn e aprendendo sobre politica e afins, eu fui assim. Isso era ser rebelde na minha epoca, isso era causar e dar trabalho.
Hoje tenho medo e receio dos adolescentes tão moderninhos, hoje essa mesma faixa etária criam grupos para gerar a violência e acertar os que para eles não são "normais", meninas aos 13 anos, o que na minha epoca 13 era criança, já fazem sexo e "dão" feito xuxu na rampa, e quando eu vejo isso me pergunto se elas realmente sabem o que estão fazendo e se tiram algum proveito ou prazer dessa situação (nada contra sexo, é delicia e eu adoro, mas acho eu que tudo tem época), o que se escuta hoje é uma enxurrada de merda, desculpa ai, mas falar que Restart, NXzero mesmo, Cine e mais meia duzia da mesma especie é música, ta rindo da minha cara preta, cadê o conteúdo, a mensagem e ate mesmo a tal sonhada utopia?
Serio, eu devo estar velha mesmo, do tipo rabujenta e caduca, mas não consigo engulir essa tal modernisse tão torta e sem limite. Dizem que depois de uma grande tempestade vem sempre um céu claro, tomara, quem sabe a geração da minha filha seja mais culturada, cheia de coisa boa e com força de nova vida, porque essa geração que vemos ai foi perdida.

Noh

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Dos outros [2]




"Um homem jamais pode entender o tipo de solidão que uma mulher experimenta. Um homem se deita sobre o útero da mulher apenas para se fortalecer, ele se nutre desta fusão, se ergue e vai ao mundo, a seu trabalho, a sua batalha, sua arte. Ele não é solitário. Ele é ocupado. A memória de nadar no líquido aminótico lhe dá energia, completude. A mulher pode ser ocupada também, mas ela se sente vazia. Sensualidade para ela não é apenas uma onda de prazer em que ela se banhou, uma carga elétrica de prazer no contato com outra. Quando o homem se deita sobre o útero dela, ela é preenchida, cada ato de amor, ter o homem dentro dela, um ato de nascer e renascer, carregar uma criança e carregar um homem. Toda vez que o homem deita em seu útero se renova no desejo de agir, de ser. Mas para uma mulher, o climax não é o nascimento, mas o momento em que o homem descansa dentro dela."

Anaïs Nin

O que acontece é que

Ando mergulhada em palavras, vindas de livros e músicas,
estou literal. Tomando tudo em goles gigantes e repetitivos.
Estou me enchendo, mudando foco, mas rodeio por aqui com palavras
de outros, assim que estiver saciada, trago as minhas em explosões
mundanas e quase nuas.


Noh

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Hoje





Sem Fantasia
Maria Bethânia

Vem, meu menino vadio
Vem, sem mentir pra você
Vem, mas vem sem fantasia
Que da noite pro dia você não vai crescer
Vem, por favor não evites
Meu amor, meus convites
Minha dor, meus apelos
Vou te envolver os cabelos
Vem perder-te em meus braços
Pelo amor de Deus
Vem que eu te quero fraco
Vem que eu te quero tolo
Vem que eu te quero todo meu
Ah, eu quero te dizer
Que o instante de te ver
Custou tanto penar
Não vou me arrepender
Só vim te convencer
Que eu vim pra não morrer
De tanto te esperar
Eu quero te contar
Das chuvas que apanhei
Das noites que varei
No escuro a te buscar
Eu quero te mostrar
As marcas que ganhei
Nas lutas contra o rei
Nas discussões com Deus
E agora que cheguei
Eu quero a recompensa
Eu quero a prenda imensa
Dos carinhos teus...

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Meus

Então ta garoto, faça isso por nós, vista suas calças,
largue um pouco esse copo tão inundado de vodka,
sente-se ai mesmo e massageie meus pés.

Noh

Dos outros




"falam de tudo, da moral, do comportamento, dos sentimentos, das reações, dos medos, das imperfeições, dos erros, das criancices, ranzinzisses, chatices, mesmices, grandezas, feitos, espantos. Sobretudo falam do comportamento e falam porque supõem saber, mas não sabem, porque jamais foram capazes de sentir o que o outro senti, se sentissem não falariam."

Rubens Alves

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Tudo e todo ouvidos



"esse giro
esse amor
essa cachaça
esse cheiro de morte
eu respiro forte
eu desmaio
eu amo demais."

Otto

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Compartilhar palavras

"eu prefiro mil vezes alguém que ilumine uma sala pela personalidade que tem, do que só a enfeite com o corpo que carrega."

Quer ler mais? Então vá lá www.escrevalolaescreva.blogspot.com


Noh

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Um tal de valor

Eu tento não ser grossa, pois ja é coisa minha responder de imediato, sabe aquele toma lá da cá, eu cresci assim, nunca levei desaforo para casa, não era de brigar, mas quando eu entrava em uma para me tirar era um sufoco, mas enfim, eu cresci, e com o tal amadurecimento fui percebendo que é necessário uma certa classe para lidar com todas as pessoas, afinal ninguem é igual a ninguém. Eu custo a por ponto final, meu namorado vive me dizendo isso, custo mesmo, dou chances, espero o tempo passar e no final acabo excluindo, bloqueando, não atendo a ligações e a pessoa some da minha vida, isso mesmo, ela não existe mais para mim e para ajudar eu tenho memória seletiva, eu deleto casos, lugares e pessoas das quais não julgo serem necessárias.
Sou fria e calculista? Não, eu não sou, eu acho é que cada um tem que ocupar o lugar que deseja e eu não posso e nem devo fazer nada em relação a isso, eu não desejo nem mesmo a morte para as pessoas que se declaram contrarias a minha pessoa, eu simplesmente as deleto do meu ser.
Ninguém é obrigado a gostar de mim e do meu jeito, ninguém é obrigado a vir aqui e ler o que escrevo, o que vejo e sinto, ninguém é obrigado a nada, e como penso assim em relação aos outros, imagina o que eu penso em relação a mim e as minhas obrigações? Pois é, eu não as tenho, faço o que é necessário, mas não me obrigo a gostar de ninguém, eu respeito, isso eu faço mesmo, respeito a todos, independente de credo, orientação, raça e exijo o mesmo, o mesmo respeito. Mas eu não me obrigo a nada.
Eu valorizo o que para mim é de valor, sou grata e arco com tudo que acho que tenho que arcar, não carrego peso extra, muito menos na consciência e desejo a todos o mesmo, sempre.

Noh

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Feliz 28 !!!

Se eu posso desejar algo a mais
seria vida.
Desejo a ele muita vida,
vida para ser vivida, para ser experimentada,
degustada, desejada, sentida e compartilhada.
E
se eu posso fazer algo a mais
seria, viver.
Viver com você, experimentar com você,
degustar com você, desejar com você, sentir
e compartilhar minha vida com você.

Te amo
Feliz 28 anos amor.

Noh

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

E nada mudou...

Ontem assistindo aos melhores momentos do Rock in Rio, não pude deixar de encher os olhos de lágrimas ao ouvir Renato Russo, eu tenho uma paixão pelas letras do Legião Urbana, minha adolescência foi rebelde e suas músicas me embalaram e muitas vezes acolheram, fiquei ouvindo relembrando tempos lindos e naquela epoca eu imaginava que o futuro seria outro e não esse que vejo ai fora todos os dias, tão repleto de ignorância, absurdos e falta de amor.
Ai vai, um pedaço lindo da música que mais me encantava e ainda me encanta...

Bom fim de semana.

"Quem me dera ao menos uma vez
Que o mais simples fosse visto
Como o mais importante
Mas nos deram espelhos e vimos um mundo doente.

Quem me dera ao menos uma vez
Entender como um só Deus ao mesmo tempo é três
E esse mesmo Deus foi morto por vocês
Sua maldade, então, deixaram Deus tão triste.

Eu quis o perigo e até sangrei sozinho
Entenda
Assim pude trazer você de volta pra mim
Quando descobri que é sempre só você
Que me entende do iní­cio ao fim.

E é só você que tem a cura pro meu vício
De insistir nessa saudade que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.

Quem me dera ao menos uma vez
Acreditar por um instante em tudo que existe
E acreditar que o mundo é perfeito
E que todas as pessoas são felizes."


Noh

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Criolo

"Todo mundo tem fome.
Se não é de feijão e farinha,
é de amor"

Criolo

terça-feira, 27 de setembro de 2011

A corrida dos ratos

Pois é né, estou eu aqui, passando por um turbilhão de acontecimentos e atos, não estou reclamando, acho que a vida é mudança, adaptação e muito conhecimento, sendo assim é melhor eu girar do que me manter estagnada. Mas girar demais tem la seus desconfortos e quedas. E comigo não é nada diferente.
Eu cansei sabe, cansei de viver na corrida dos ratos, correndo em circulos, sendo mais um assalariada e cheia de conta para pagar, isso sem contar as que não são pagas, cansei de não conseguir pagar os estudos, criar a cria, cuidar de mim, da casa, das contas e afins, como VIVER, porque gente eu não quero sobreviver, eu quero VIVER bem, poder fazer e proporcionar aos meus uma vida muito melhor, então como faz?
Como trabalhar 8 horas por dia e ganhar tão pouco, eu ando fazendo o milagre da multiplicação e nem me perguntem como, mas agente cansa ate desses tipos de milagres e quer mesmo é que todo seu esforço e trabalho tenham valia e que lhe dêem retorno, to enganada? To doida? To de TPM?
Nada disso, eu to é pensando e pensar no que esta na sua frente, exposto e escancarado faz com que você desça do muro cor-de-rosa e rume para aquela estrada que você vive evitando, porque sabe que se entrar por ali e começar a caminhar não tem como voltar, seguir seus sonhos tem que ter muita coragem e eu vi que eu não tenho la muita, mas eu vou, não tem jeito, entrei na estrada.

Deseje-me sorte, porque vou precisar de muita.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

O que chega na hora certa





“Quando sou continuamente atingido pelas tempestades da vida e meu espírito se esvai, tudo que preciso fazer é segurar aquele presente chamado ‘fé’, o suporte que me fará atravessar as tormentas. Fé não precisa de lógica, mas trata-se simplesmente de acreditar. Acreditar no eu e na força que existe dentro de mim. Fé é a semente de todos os milagres e a fundação para tornar possível o impossível.”



BRAHMA KUMARIS


Não poderia ter recebido palavras melhores, em dias de pura tormenta, eis que chega o que é necessário.
Obrigada Universo

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Fluidez, talvez

Manterei-me despreocupada, afinal nada esta nas minhas mãos mesmo...

Noh

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Digo Sim

O mundo não é divido em:

preto e branco
heteros e homos
ricos e pobres
putas e santas
estudados e analfabetos
amorosos e indiferentes

E independente do seu gosto e da sua escolha, isso não dá a você ou a ninguém o direito de intervir, de julgar, criticar e expor suas "certezas".
O mundo é maior do que isso, é mais vasto e amplo, então cuide-se e aprenda, e leia, e pesquise e abra sua cabeça para o novo e para o que o mundo tras.

A diversidade é um presente dos novos tempos.


Noh

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Mais um kilometro de estrada percorrido

Eu queria mostrar tudo aquilo que conquistei internamente, todas as mudanças, as ideias, sonhos e opiniões. Ao longo do tempo fui mudando a forma, o conteúdo e o modo de ver, de agir e de pensar, mudei a forma de me ver, de me expor e de me cuidar, agente muda, muda mesmo não vendo e na maioria das vezes tudo continua o mesmo aqui fora, muitas pessoas não vão notar, o mundo não vai parar de girar, mas seu coração muda, seus sonhos e projetos se transformam e há mil maneiras de lidar com isso.
Eu escolhi o Tempo, escolhi deixar o tempo colocar cada peça em seu lugar, deixo que o mundo faça suas escolhas e cabe a mim entendê-las e aceitá-las, parei de dar murro em ponta de faca, parei de pensar que eu poderia em algum momento estar no comando de algo, abandonei o tal Ego que vivia inquieto dentro de mim, abandonei as vestes e segui nua.

Parece fácil deixar nas mãos do Tempo tudo que se vive e tudo que se quer, pois não é, trabalhar o tempo, a aceitação, a compreensão e a gratidão requer respeito, humildade, perdão e muito amor pelo o que se é, e por onde se está, requer esperança, fé e um olhar mais ameno, mais humano em relação a si mesmo, e aos outros muita paciência, amor incondicional e acolhimento.

Evoluir é um caminho, uma estrada longa, mas como sempre, aprendo, apanho, caio e continuo seguindo, afinal sou teimosa mesmo e não estou aqui somente a passeio.

Noh

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

500

Hoje completo 500 postagens, escrevi besteiras, mergulhos e amores 500 vezes. Pode não ser la muita coisa, mas é um oceano pra mim, de muita mudança, de muito encontro e de muitas constatações, são 500 textos em quase três anos e o que posso dizer é que aqui me olhei profundamente, levemente e muitas das vezes com muita descoberta nos olhos.
Eu não sabia que podia escrever, foi por aqui que me dei conta de muita coisa importante, aprendi que escrever é meu melhor meio de encontro, descobri que estava amando alguém e que continuo amando esse Alguém, descobri por aqui as delicias de ser mulher e mãe e me encontrei Feminista, Sexista e com um imenso coração.
Em quase três anos e 500 postagens tive o imenso prazer de conhecer pessoas lindas e que me fizeram acreditar que a blogosfera é sim, um lugar de gente bacana, que gosta de compartilhar e que é gente feito eu e que procura e expressa alma, alegria, confusões, contos e dia-a-dia do jeito que sabe, do jeito que quer e foi assim, vindo aqui, postando besteiras ou não que encontrei um pedaço muito bacana de mim e que continuo caminhando com as letras e me deliciando com ótimos blogs, com opiniões e ideias tão bacanas e ricas.
Encontrei em mim generosidade e uma imensa capacidade de respeito mutuo pelo o outro e pela vida que eu escolhi.

Obrigada
Noh

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Certas constatações

Esse univeros imenso e ilimitado que mora aqui dentro de mim precisa de muito cuidado, entrega e fé da minha parte, é imensidão e muita liberdade, e sinceramente acho que não estou lá muito inteira para esse mergulho, mas tentar faz parte né.

Então eu tento.

Noh

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Essa sou Eu.

Eu admito ter sérios problemas com pessoas que reclamam da vida e que nada fazem, eu admito não ter lá a santa paciência para ouvir lamurias, falta de fé e sobre coitadices alheias, eu admito. Sou cheia de defeitos, falhas e crises loucamente existenciais.
Eu não sei nada da vida, eu não sei nada mesmo, eu mal sei para mim, mas eu sei compartilhar, eu sei escutar e ser positiva, eu sei rir de bons textos e sei ficar putadavida com julgamentos e pedras atiradas sem dó nem piedade, eu sei ser humana, eu sei que minha alma é mais humana ainda, eu sei rezar, eu sei fazer mantras, eu sei cozinhar e eu também sei fazer um ótimo Lobo Mau.
Eu não sei dizer eu te amo pessoalmente todo dia, mas eu sei amar com os olhos, eu não sei separar as dores, sinto sua dor hoje e talvez não a sinta amanhã, mas posso senti-la com você todos os dias e somente isso. Não sei visitar as pessoas direito, também não sei receber sempre bem, não gosto de ir em hospitais e enterros, tenho dificuldade com novas amizades, tenho medo da fidelidade cega,mas amo com intensidade. Preciso me apaixonar sempre, tanto por coisas, quanto por pessoas, adoro arrumar meu quarto, limpar tudo e depois acender um incenso, fechar a cortina e a porta e voltar depois de umas duas horas, ai deitar na cama, respirar todo aquele cheiro e dormir. Eu tenho manias estranhas, gosto de um lado da cama, gosto de transar e dormir, gosto de escrever sem data, gosto de misturar bebidas, comidas e frases e gostaria muito de ter conhecido Clarice Lispector, de dar um beijo na boca na Maria Bethânia e de dormir com a Frida Kahlo.

Eu sou muitas eu sei, eu sou todas juntas, mas tenho um só coração e isso me faz feliz, isso me faz muito feliz.
Essa sou eu.

Noh

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Eu e meus botões

As vezes nos falta conexão, entre dedos e fala, entre dedos e pensamentos, as vezes o fio da meada se dissolve e fica-se o silêncio, na maioria do tempo trabalho o som surdo, a falta de ruido e me observo como um turista curiso, sentado em um banco vendo a maior avenida de sua vida. Sou assim na maior parte das horas, um mergulho de silêncio, observo ou somente deixo a fluidez tomar conta, há momentos em que nada ecoa por aqui, nada mesmo, nem mesmo a brisa atrapalha, é um momento de entrega, eu sou tudo e nada ao mesmo tempo. Ja noutras esta tudo parado, abafado, congestionado e buzinas escandalizam e tudo me doi, ate mesmo o respirar, nessas horas de não foco me dou o direito de doer, mas passa, quando me dou o direito, melhoro, é rapido. Descobri esse banco aqui dentro,tem ate sombra, ainda falta água, mas é um bom lugar, lugar de marcar encontros internos e eu sou sempre pontual comigo, acho que isso deve ser evolução, mas caso não seja é pelo menos um lugar de paz.

Noh

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Coisa de minuto

Qualquer tipo de preconceito, pre julgamento e critica é so uma forma desesperada de ser aceito.

Prontofalei.


Noh

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Hoje

Hoje ela é amor
hoje ela não se lembra dos medos
não mais se julga.
Ela confia em si mesma
celebra sua própria beleza
então ela é realmente linda
e reluz, e sorri e dança.
Hoje ela é feliz
e vai ser assim para sempre
sempre que quiser.
Talvez ela nunca se dê conta, mas
é feliz assim.

Noh

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Miudezas e delicadezas de uma cidade

Moro em Belo Horizonte, nasci aqui, cresci aqui e quero morrer aqui.
Digo isso pois é a única certeza que tenho nessa vida e isso para mim é motivo de alegria imensa.
Metade da minha familia é Candanga, moram todos em Brasilia e sempre chamaram minha cidade de Roça Grande, sempre implicam com tudo, dizem que não temos vida noturna, que acordamos cedo e etc, quando eu era mais nova, rebatia com afinco essa colocação e achava um absurdo todos esses dizeres, já hoje amo saber que moro numa cidade com ar, com jeito e com gente de roça.
Não conheço povo mais acolhedor, mais risonho e suave do que mineiro, temos fama de povo desconfiado, mas da um sorriso pra você ver,em cinco minutos estamos abrindo o portão e convindando para um cafezim, quer um exemplo?
Juro que se você for em qualquer casa, especialmente as mais simples fazer uma visita, nunca falta um cafezim e uma broa de fuba, pão de queijo quentinho ou algum doce de pote, aqueles que se faz em casa e bota naqueles vidros lindos e enfeitados. Sempre ha um tempinho para uma pequena prosa, ou no alpendre, ou na varanda, ou no portão mesmo, sempre temos um tempo para o outro, independente de, sempre temos o TEMPO a nosso favor.
Temos ruas que mais parecem jardins abertos, temos parques lindos abertos todos os dias, temos seresta na praça, teatro no parque, feira na rua, temos muita coisa boa, mas o melhor são as Pessoas que vivem aqui, são elas que me encantam nesse lugar, são os sorrisos de graça, os olhares complacentes, o ar suave e os imensos ipês amarelos que neste mês de agosto enchem as serras de pura alegria e riqueza.

Eu amo minha cidade e faço muito por ela.

Noh


P.s: eu sei que toda moeda tem dois lados, mas hoje escolhi o mais bonito.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Sobre algumas lâmpadas

Aprendo todo dia, isso é fato, mas ato mesmo é o que sinto quando observo, observar e silenciar tem feito parte constante da minha vida, quando observo absorvo o que é claro, o que é meu e no silêncio encontro uma conexão com o todo, com o real.
Assim tenho vivido a maior parte dos meus dias, gosto disso, é uma entrega, e é assim que tenho visto e sentido o melhor do mundo que me cerca.
Tenho vivido sem as diferenças, olho ao meu redor e trabalho a igualdade de todo o ser, ando aprendendo isso com a minha filha de três anos, ela tem a imensa facilidade de não ver as diferenças, para ela eu e você somos a mesma, tirando somente o fato de eu ser mãe dela, não importa cor, se é menino ou menina, ela é a mesma, ela os trata da mesma maneira e isso me deixa completamente feliz, pois ela ja tem dentro de si a igualdade e a única coisa que tenho que fazer é mante-la com esse sentimento de que somos iguais.

Tenho observado muito o que as pessoas falam e agora tenho certeza que o ditado "o que envenena o homem é o que sai da boca e não o que entra" é mais real do que parece, tenho visto o quanto as pessoas falam sem pensar, falam sem sentir e o pior, falam sem ver ou perceber, elas falam por falar, falam por mania, falam para não encontrar o silencio que é necessario mergulhar, para mim os que falam sem parar estão com medo do mergulho, do mergulho que se faz quando tudo esta quieto, quando tudo esta em paz.

Tenho vivido mais em paz, uma paz interna, tenho feito exercicios para mergulhar em mim, para acender em mim e assim poder acender o outro, pois descobri também que a "salvação" so é alcançada, quando o meu "irmão" também acende, sendo assim, trabalho a mim para ajudar o próximo.

Noh Gomes

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Sobre Ponto Final ou Reticências...

Quando criei esse espaço foi devido a falta de um, eu não tinha um canto, um lugar, um espaço meu, onde o que eu sentisse ou pensasse ficasse claro. Surgiu o blog, aos poucos fui me familiarizando ao mundo das palavras, eu já gostava delas, já as tinha em inúmeros e incontáveis diários e papeis soltos, aprendi o poder de teclar e nisso foi quase três anos e quase 500 posts, é muita coisa, é muita letra, muito ponto, muito sentimentos, idéias embaralhadas, sentimentos embolados e uma imensa vontade de ser completa.
Nesses quase três anos, muita coisa na minha vida tomou rumo, outras perderam o prumo, a viagem, o barco. Muitas pessoas passaram a fazer parte do meu cotidiano mesmo, fiz amigos, amigos me encontraram, Flores apareceram e muitos passaram. Aprendi a não levar tudo tão a serio e aprendi a ver o valor de uma virgula, de um ponto.
O Tempo da Cria foi criado para além de um canto, foi criado para me dar janelas e portas, claridade e brisa, pois na época eu não os tinha, estava sim em um buraco profundo, daqueles que so se sai quando se aceita e se reconhece a furada que se esta, então foi essa escrita tão desconexa e verdadeira que me ajudou a mudar, que eu consegui crescer, que eu consegui me encontrar.
Hoje o blog é como um diário antigo, aquele que não se desfaz nunca, que se ama e que em dias frios e de quase escuridão, se corre, abre e lê e vendo todas as palavras, se respira aliviado, se encontra novamente e sorri.
Eu não poderia dizer que não faz mais sentido te-lo, pois seria mentira, mas no momento, estou repleta de portas, janelas, claridade e brisa boa, estou repleta de mim e sendo assim cheguei em mais uma etapa, alcancei mais um degrau, acendi mais luzes, preciso então rumar pra outro lugar, não sei qual, mas rumar e ir, andar descalço mais uma vez e me entregar.
Agradeço a todos que aqui um dia estiveram, que leram, que comentaram, que me mandaram e-mails, que trocaram, compartilharam e me olharam de verdade, por de trás da tela.

Obrigada de verdade, de coração aberto.

Isso não é um Adeus, é so um até mais ver.

Noh Gomes

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Ele e seus detalhes

Ele me olha com os dedos, quando desliza suas mãos pelas minhas costas, nuca e pernas sinto um reconhecimento, uma troca de olhares, ele me vê. Quando seus dedos passeiam pelo meu cabelo e brinca nos meus cachos, suspiro e ele me vê. Quando brinca entre minhas coxas e alisa meus seios, perco o tempo e assim ele me vê inteira. Ele me olha com os dedos, me tem com as mãos e me ama no sorriso.

Noh

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Sem pé, mas com muita cabeça

Nos transformamos, mudamos, escolhemos ser o que se é ou o que se quer ser,
arriscamos algo novo, optamos por viver ou sobreviver, podemor ir para a direita e para esquerda, podemos tratar o semelhante como igual ou como subraça, tiramos, subtraimos ou multiplicamos e acolhemos, podemos deixar a vida passar ou colorir, rabiscar e inventar. Mudamos, podemos mudar de gosto, de corte e cor de cabelo, de opção sexual, de casa e de vida ou podemos estagnar, não sair do lugar, viver enraizado profundamente a pessoas, ideias e ideais. Posso me esconder a vida inteira de mim mesma ou dos outros, mas também posso escancarar a casa, abrir as janelas e dançar, dançar e rir e ser todo um universo. É possível ser feliz com ou sem motivo, rir com ou sem motivo, silenciar com ou sem motivo, caminhar com ou sem motivo. É possível respeitar o outro, a mim, o mundo, basta querer e colocar o respeito em primeiro lugar. Posso ter, crer, ser, possuir, libertar, vivenciar, experimentar e amar, posso ser o universo, basta equilibrar. Posso tudo, posso querer tudo e ser tudo, basta estar aqui.

Noh

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Caminhos Paralelos

Como prometido a mim, caminho com mudanças e novas, veio hoje o Santa Foto de todo Dia www.santafotodetododia.blogspot.com , um lugar cheio de olhar, um olhar novo todo dia.

Noh

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Nove milhões de luzes e várias formas de despertar

Eu ouvi certa vez que nosso "corpo" real é composto de nove milhões de pontos de luz, assim como se fossem lâmpadas, pequenas e apagadas e que estamos nesse mundão de meu Deus justamente para despertá-las e olha, de tudo que ja li, que ja escutei e participei, foi uma das melhores formas que consegui visualizar o meu todo. Sendo assim e bom para mim, estava perguntando-me como seria esse despertar, como é esse acender de luz. A primeira coisa que lembrei foi de quando li Clarice Lispector pela primeira vez, A hora da estrela, de primeira mal conseguia assimiliar aquele mundo tão aberto, sangrando e bonito, mas despertou-me algo que eu ja possuia, pois sinto que ja o possuia, so estava ali, apagado,então acendi. Outra vez foi lendo Os Dragões não conhecem o paraiso, de Caio F. Abreu, senti o cheiro, o gosto nas páginas, acendi, outra vez foi lendo A elegância do Ouriço, acendi não somente uma luz, mas umas cinco, pois mexi, remexi e mergulhei profundamente dentro daquelas páginas. É isso. Palavras, frases, livros, a Escrita de alguma forma acende em mim algo que ja possuo mas que se mantém apagado até a hora certa, isso pode ser um despertar, assim como a música, a fotografia, a imagem em si, acabam revelando algo sobre mim que eu mesma não tenha visto ou sentido.
É possível despertar, acender, basta descobrir como ou ter coragem para ir.

Noh


Minhas neuroses, eu sei rsrs...

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Desejar

Porque mais do que DESEJAR PALAVRAS,
DESEJO SER FELIZ.

Noh

terça-feira, 26 de julho de 2011

So para lembrar

É porque ser Livre é muito mais do que pagar suas próprias contas, é retirar toda as amarras antigas de pre conceitos, pre julgamentos e verdades únicas.

Noh

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Ponto Final

Na maioria das vezes tenho dificuldade em admitir ou administrar certos defeitos e falhas na mesma hora, as vezes é necessário que eu passe pela mesma situação inúmeras e inúmeras vezes antes de tomar uma decisão que seja definitiva e que eu esteja pronta a assumir todas as consequências. Assumir atos, falhas e a vida pode parecer algo inerente, algo que ja se nasçe com, aos que são assim desde os primordios meus mais sinceros parabéns, aos outros noventa porcento a caminhada é longa e é necessário aceitação, compreensão e ação, não sei se são sempre nessa ordem, mas é somente com eles que isso da certo, ou teria que dar. Mas no meu caso é assim que muita coisa funciona. Eu disse a alguns dias atras que tenho um mundo inacabado, talvez eu morra com ele assim, faltando algumas coisas e algumas cores, mas eu também disse que ia mudar isso, que tentaria sanar o máximo que eu pudesse, e assim tenho feito. Sabado foi mais um ponto final dado com muita consciência, com certezas de ações e palavras.
Julgar o outro é muito fácil, olhar uma situação e julga-la é mais facil ainda, mas e vivê-la? Estar dentro dela?
O meu olhar e parecer em relação a muita coisa sempre foi baseado no Bem estar da minha filha, porque acredito eu que o importante é isso, o bem estar dos seus, mas acontece que nem sempre isso te faz bem, sendo assim, consegui pensar em mim antes e uma ótima decisão foi tomada, sei que é horrivel falar e falar, ou nesse caso, escrever e escrever e não dar nome aos bois, mas acredito que tem certos bois que nem nome têm, que não possuem raça ou credibilidade para serem nomeados, e o que quero dizer é isso, que por PONTO FINAL no que te traz mal estar é uma das melhores sensações de vida e que a vida se torna muito mais leve.

Noh

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Há quase três anos

Há quase três anos eu entrava em trabalho de parto, eu realmente parti, naquelas horas eu me parti e reparti inúmeras vezes, eu morri em uma cerimônia de vida, eu morri em todos os sentidos e renasci do zero, renasci para a vida, para o meu olhar, para um mundo que eu ate então desconhecia.
Há quase três anos atrás eu chorava sozinha sem saber o que fazer e o que iria acontecer, chorava por medo, por puro medo do novo, do que não se tem controle, do que nada se sabe, chorei, chorei como choram as dores mais sofridas, aquelas de coração partido e me dei um dia de pena e pronto. Hoje posso contar quantas vezes chorei em três anos, a não ser nos momentos de alegria extrema, nunca mais me vi sozinha, nunca mais me senti sozinha.
Há quase três anos veio ao mundo mais uma Maria, a minha Maria, veio ao mundo por parto natural, com 3.990Kg e 51cm, nasceu de olhos arregalados e bem negros, encaixou-se no meu peito e ate hoje dormi aqui, entre eles.
Há quase três anos descobri um amor incondicional, um amor que supera, que faz crescer, que faz pensar, que te faz sentir tudo, até a brisa que balança os cabelos, hoje eu sinto, hoje eu vivo, hoje eu sou inteira.
Há quase três anos eu precisei me despedaçar, ficar partida, morrer, para depois nascer, é, eu não renasci, eu nasci ali, iluminada, nova, inteira e feliz.
Há quase três anos ela me faz feliz todos os dias, não há sequer uma noite que fui dormir sem olha-la e agradecer a Deus a Vida tão linda que me deu, a minha e a Dela.

Há quase três anos ela vive.
Obrigada

Um quase parabéns para a Maria.
Noh

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Sobre: Doçura

"Doçura funciona como uma força magnética que atrai os outros. Ela extingue o fogo da raiva e muda o comprotamento deles. Doçura não é tentar agradar com finalidades egoístas, mas indica uma intenção de ajudar as pessoas a permanecerem felizes e em paz. A doçura natural não é enjoativa mas verdadeira. Ela surge quando nos tornamos completos. Bom humor e gentileza estão imersos nela. E leveza é a companheira constante dela".

Kiran Coyote.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Coisas inesperadas

Tá de dez posts que eu faço aqui, em nove e meio cito meu namorido, fazer o que né, ele é minha Metade e hoje não seria diferente, acontece que o mesmo tirou férias para ficar com a Duda, isso mesmo acreditem se quiser, ele tirou férias no mesmo periodo para poder ficar com a Dudinha na casa dele, moramos perto, bairros vizinhos e assim como ele, toda a familia dele nos acolheu desde o principio e como ja bem dizem, agradou o filho, ganhou a mãe.

Pois bem, hoje liguei como todos os dias para saber se tudo estava correndo bem, dentro dos conformes e minha sogra atende o telefone ja rindo da Pequena, que hoje tirou o dia para ser a Jardineira da vez, tadinha das rosas da minha sogra. Conversa vai e conversa vem, porque sou dessas que senta, toma cerveja e bate papo com a sogra, ela começa a conversa ja elogiando meu Pitoco, dizendo o quanto ela é linda, boa menina e todas aquelas coisas lindas que agente que é mãe ama escutar e no meio do papo disse que eu sou um PRESENTE na vida dela, pronto ja fique sem voz, isso mesmo, ela disse com todas as letras que eu sou UM PRESENTE na vida dela, que eu entrei para a familia na hora certa, na hora que o filho dela precisava, que ele mudou 90% para melhor (quase chorei, juro)e o amor e carinho que ele tem pela Duda a deixa mais feliz e que nós somos a nora e a neta que ela sempre quis (olhos cheios de água), que ela reza por nós todos os dias para que nada atrapalhe e que possamos ficar sempre juntos, nós três. Tá, nesse momento minha voz ja estava quase nula, eu ja estava engulindo seco, porque nunca em toda minha vida de mocinha ja namoradeira escutei tamanhos elogios vindo da mãe do rapazote.

Agora me diz, me diz se tem jeito melhor para se começar a segunda, se o coração da gente nummmmmm fica cheinho de amor, de alegria nessas horinhas. Pois o meu fica, porque foi com a familia dele que espantei muitos preconceitos de mãe solteira, porque foi com ele e com a familia dele que senti que familia é coração e não sangue, sendo assim ELE e Ela são sim meus presentes, meus lindos presentes de coração, que além de amá-los, me proporcionam momentos assim, de pura alegria e minutos inesperados.

Noh

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Sobre o Mundo Inacabado - em andamento

Uma das coisas que sempre tive vontade de me aventurar é na cozinha, mas juro que sempre tive preguiça de acompanhar receitas e medidas, mas ai virei mamãe e não tive muita opção, afinal não podia dar batata ou papinha pronta todo dia, eis que aprendi algumas coisas e fui aos poucos colocando um tempero aqui, lendo um livro ali e de vez enquando sai boas coisas, especialmente quando estou com o namorido e a filhota, ai tenho mais vontade e gosto pelas aventuras gastronomicas.
Mas o que isso tem haver com o Mundo Inacabado? Tudo, rsrs, eu tenho um prazer especial por doces, especialmente os de festas, amo uma festinha infantil pois ja penso nas guloseimas doces que vou encontrar, gosto de doces de festinhas, amo, casamento? Bem casado é o meu esperado na festa e por ai vai.
Minha mãe ja fez doces para vender no trabalho, fazia brigadeiro, paglia italiana e beijinhos, juro, ela fazia 100 doces todos os dias e voltava para casa sem nenhumzinho, e adivinha quem ajudava, e não era so comer ou enrolar, eu ajudava a fazer mesmo, isso eu devia ter uns 13 anos, hoje tenho 26 e desde então sempre fiz, na verdade sempre fiz doces em casa, todos sempre gostaram e porque não investir?
Olha a ponte inacabada ai minha genteeeeee, so que nesse fim de semana ajudei novamente a minha mãe a fazer doces para uma apresentação, e ficaram lindos e gostosos, tanto que acabei trazendo para meu trabalho e não deu outra, todo mundo amou e ja querem encomendar. Será isso um passo para uma ponte inacabada a menos???

Não sei dizer, so sei dizer que me deu uma alegria tamanha que não sei nem explicar, que a minha vontade foi de somente fazer doces (tá não sou doida nesse ponto agora), mas acho eu que a ponte esta ganhando tamanho rsrs.

É isso, noticas do coração.
Volto quando tiver mais.


Beijos
Noh

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Isso não é um Adeus

Acredito que o companheirismo vem com várias malas, a da sinceridade, lealdade e muita compreensão, e foi nesse companheirismo maravilhoso que graças a deus eu tenho, que resolvi dar um jeito no meu mundo inacabado. Infelizmente tenho a incrivel mania de começar algo e nunca terminar, a sensação que tenho é que tenho uma meia ponte dentro dessa minha cabeçona, a ponte da criatividade, tenho ótimas ideiais e subo a ponte, vou bolando, criando e quando chego no topo, uai, cadê o resto??? é isso mesmo, eu estou admitindo essa falha minha e resolvi curá-la de uma vez por todas e pra isso preciso tirar a RETICÊNCIAS da minha vida e trabalhar com o PONTO FINAL.
Foi o José que com todo o seu carinho e amor que ontem me mostrou mais uma vez o quanto de ideias tenho pela metade, eu conto muito com a compreensão dele e ontem não foi diferente, so que eu entendo que ate compreensão tem limite, então acho melhor eu ir resolver algumas coisas antes que a dele se acabe, sendo assim também conto com com a minha compreensão e com o meu auto carinho, porque ultimamente tenho sentido que a bagagem ta pesada e essas malas velhas nem são todas minhas, mas so conseguirei me ver, me sentir livre quando colocar Pontos.

Eu quero a leveza do Ser, a beleza e toda a alegria, que ultimamente tem sumido no meio de tanta tranqueira desorganizada, tenho livros para terminar de ler, afinal estou de férias da Faculdade, tenho um quarto para terminar de reformar, um quarda roupas para organizar e muito lixo pra jogar fora ou reciclar.

Isso não é um adeus, mas é um volto quando der, porque quero voltar com boas noticias, aquelas boas que o coração sabe dar.


Noh

P.s: Obrigada José, por sempre me observar, por sempre me dar alertas e por me amar mesmo eu sendo assim tão torta e precisando de um gadernal de vez enquando rsrs
P.s 1: estou no facebook como Noh GOmes, acha eu lá se quiser né rsrs
P.s 2: agradeço todos os recados viu, meu coração fica cheio com essa troca.

Beijos
Beijos

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Sou FEMINISTA SIM, e dai?

Sou Feminista com muito, mas muito orgulho mesmo, sou feminina, vaidosa na medida e livre sexualmente, ser feminista não é ser contra os homens e a exterminação da especie, afinal sou quase casadinha, amo meu namorido e o respeito muito, ser feminista não quer dizer andar feito um homem por ai, ser grossa e anti mulherzinhas, pelo contrario, sou mulherzinha demais, adoro rosa e sou educadissima rsrs.
Ser Feminista para mim é ter consciência que sou GENTE, que meu CORPO é meu, que meu DESTINO é meu e sendo assim tenho a TOTAL LIBERDADE, de ser ou fazer o que quero sem ser PRE JULGADA, APEDREJADA OU APONTADA.
Quero sim os mesmo direitos, os mesmos salarios, a mesma liberdade.
Eu sento no buteco e tomo minha cerveja com meu namorido e não sou PUTA por isso, visto sim saia e vestidos mais curtos e não sou PUTA por isso, falo, gargalho, danço livremente e não sou PUTA por isso.
Odeio sim, quando passo na rua e escuto alguma piadinha do tipo "EI FILÉ", não sou carne, nem um pedaço de carne ambulante, isso não é elogio, é falta de respeito, odeio piadas machistas, odeio mulher machista e preconceituosa (as vezes acho que as mulheres são muito mais machistas do que os homens), tenho visto todos os dias o quanto as mulheres competem entre si, o tanto que julgam as demais e se esquecem que elas também são mulheres e podem beber do próprio veneno, afinal o telhado é de vidro igualmente.
Sei que vivemos num mundo completamente machista e patriarca, crescemos ouvindo que Amélia que era mulher de verdade, somos educadas a ser boas donas de casa, boas profissionais mesmo ganhando menos, a sermos boas mães casadas, a estudar, cuidar da casa, do marido e dos filhos, sem reclamar de nada, pois é FILHA, o tempo mudou, o FEMINISMO ganhou espaço e nós estamos aqui, casando com homens abertos, criando filhos com liberdade, lutando por direitos profissionais iguais, estudando o que da prazer, indo e vindo dos lugares, usando a roupa que quiser, saindo com quem quiser, sem se cobrar, se CULPAR, sem se exaurir e se menosprezar.

Olha eu sou FEMINISTA, com muita força e alegria, e espero que você mocinha que me lê ou mocinho que me lê, entenda que o mundo e as lutas são muito maiores do que parecem, então saia desse armario de pre-conceitos antigos e cuide de você, seja VOCÊ.

E tenho dito.


Noh

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Entre 4 paredes

Não acredito em quem diga que estar de boca e mãos ocupadas, enquanto outra mão te aperta a nuca é ruim, a mas eu não acredito mesmo rsrs.

Noh

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Ir com a correnteza, fazer Sentido

Tenho me dado a oportunidade de deixar de ser ansiosa, medrosa e extremista, tenho recebido boas ajudas, e nesse processo tenho aprendido a ir a favor, não remar contra ou brigar contra, isso não quer dizer que aceito tudo, pelo contrario, quando me libertei da ideia de que Eu TINHA que, as coisas foram aparecendo e acontecendo naturalmente, mesmo que por vias não conhecidas, e como presente recebo a clareza do que FAZ SENTIDO para mim e o que NÃO FAZ, e o melhor é aceitar essa correnteza de mudanças.
Hoje não faz sentido falar e falar, gastar letras e sons com situações das quais ja sei que o único remedio é muita oração. Hoje não faz sentido ludibriar a mim mesma, dizendo que isso ou aquilo vai mudar, vai melhorar, ou eu vou lá por mim mesma e faço ou não me iludo.
Hoje faz sentido ir atras do que me faz melhorar como pessoa, como ser evoluido, que anda para frente, independente do caminho e afazeres que o mesmo me pede, hoje faz sentido atrasar um pouco meus planos para brincar no quintal com a minha filha, ou enfrentar um ônibus cheio so para que ela dê comida aos peixes do parque que ela tanto gosta, hoje faz sentido organizar minhas coisas mais cedo para que quando a casa silenciar eu possa me deitar no sofa e ler meus livros, hoje faz sentido casar, ter uma casa com quintal e horta, e me desdobrar para ser mil, para ser mulher, mãe, profissional e estudante, hoje é isso que faz sentido para mim e para você???

NOh

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Milagres e agradecimentos

Agradecer a todo momento.
Viver já é por si so um grande milagre

Obrigada...


P.s: a todos que passarem por aqui, peço que quando forem se deitar, ou na hora que forem rezar, orar ou conversar com Deus ou no que acreditem, peçam por Ana Luiza, uma menina linda, que hoje esta com 7 aninhos e luta bravamente contra um tipo de câncer, pra quem se interessar entre no http://vidanormal.blogspot.com e vejam por si.
Obrigada Nina por compartilhar tamanho exemplo, obrigada de coração.

Beijos

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Sobre o tal abismo interno

Sempre, melhor, desde quando comecei a me conhecer, a prestar atenção nos meus pensamentos, observei portas e portas em um longo corredor e no seu final, não uma luz incandescente e linda, mas sim um abismo. Ao longo dos anos fui tentando abri porta a porta em momentos especificos, em idades adequadas, muitas fechei rapidamente pois o que habitava o lugar eu não estava forte, firme ou com coragem suficiente para encarar, ja em outras foi mais brando, entrei, sentei a mesa, conversei com uma parte minha, escutei-a e decidimos juntas o que fazer, muitas das vezes também não entramos em acordo e sai pela porta que se trancou logo atras.
Eu tenho comigo que isso é um trabalho de vidas e quem sou eu para ser tão imediatista a ponto de querer resolver tudo agora em uma única. Pois bem, no final desse corredor sempre avistei um abismo, igual aos de desenhos animados, a diferença era que ao olhar para baixo nem um galho de árvore havia, muito menos um riacho azul bem ao fundo, nem ao menos ponte e quando eu olhava somente a escuridão eu via e claro, de lá eu saia correndo.
Essa minha corrida ja dura anos a fio, quando começo a chegar perto demais da berada, pulo fora, fico longe, sinto ate vertigem, juro.
Acontece que ontem eu resolvi ceder a vontade gigante que gritava em meu coração, cai de braços abertos, pura escuridão, chorei porque o desconhecido te prega medos que são aterrorizadores a primeira vista, desci em queda livre e ao bater la no fundo não senti dor, nem medo, nem frio, senti so um vazio, um vazio gigante, ensurdecedor, agora estou de pé, com as pernas firmes, so não sei o que ao certo vou encontrar, mas as ideias estão ficando claras, os pensamentos também e a observação que ja tenho esta mais aguçada, minha intuição diz que é hora de respirar, então respiro.

Noh

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Sobre Principios, Virtudes e um pouco mais

Conversa minha e da Duda.

Duda: Mãe pode jogar papel no chão?
Eu: Não Duda, não pode não.
Duda: Quem joga coisa no chão é porcalhão né Mãe.
Eu: É sim Duda, quem joga lixo no chão é porcalhão.

Passa por nós uma moça e joga um copo de plastico no chão.
Duda pega o copo e sai correndo atras da moça, e eu saio correndo atras da Duda.

Duda: Moça você é porcalhão.
Moça: O que você disse neném
Duda: você é porcalhão, jogou no chão, toma o copo.

A moça muito da sem graça, pegou o copo e jogou na lixeira que tinha bem ao lado e saiu sem nem olhar para tras.
A Duda me olhou e deu um sorriso de orelha a orelha e eu dei um super mega ultra beijo na minha Pequena Notavel. E ela ainda completou...

Duda: olha mamãe, a única coisa que pode cair no chão é folha e flor né.
Eu: isso mesmo Duda, somente folha e flor, so isso.
Duda: Não mamãe agente ta errada, a chuva, aquela mesmo que vem la do céu pra molhar a árvore também pode.

Agora me diz, é ou não é uma delicia passar por isso???

Beijos
Noh

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Sobre Educar Filhos

Eu não bato na minha filha, não que as vezes não me de vontade de dar umas boas palmadas naquela bunda fofa, mas é que acredito que não é com tapas que vou dar a ela a melhor educação do mundo, eu converso sim, tento explicar, mostro as coisas, dou exemplos e ela entende tudo, pode não fazer o que eu quero ou mando, mas entende e tenta assimilar da melhor maneira para ela, afinal tem quase 3 anos. Tem dias que estou sem um pingo de paciência e por ironia, nesses dias as birras e manhas são muito maiores do que de as costume, claro que eu xingo, mas não desconto nela e não descarrego nela meu dia tão cheio, minhas frustações e desencantos, é claro que tem dia que quero sumir dali, esquecer tudo e dormir, mas nesse momento lembro do universo que tenho bem aqui na minha frente e pronto, vamos pro banho, pra mamadeira quentinha e pras historias da noite.

Hoje logo cedo, ao sair da escola da minha filha, escutei aos berros que sou uma mãe liberal demais, e que devido a isso minha Pequena esta gripada (não entendi a assimilação dessa parte), pois não sou rigida o suficiente para enfiar nela uma touca de cabeça a força ou mais blusas, mais calças, meias e afins, escutei aos berros que não sou rigida o suficiente, que sou mole, que me falta pulso para criar melhor minha filha, e de tudo que escutei sabe o que tirei disso? Que graças a Deus eu sou liberal e não sou rigida a ponto de impor algo a alguem, especialmente se esse alguem for minha filha de quase 3 anos e que essa tal rigidez imposta não é comigo mesmo.

Educar uma filha sozinha não é lá tarefa fácil, pra quem olha de fora é tudo um arco iris, mas SOMENTE QUEM CRIA e educa sabe das dores, das concessões, dos NÃOS que temos que dar, das noites passadas as claras, dos medos e inseguranças, e também das alegrias, prazeres e recompesas em tentar sempre dar e lutar pelo melhor junto, sem contar que hoje, melhor, a um ano e meio tenho uma ajuda maravilhosa que é a do Jose, o tal Moçoilo Bunito, que além de me regar de amores e gentilezas, se dobra e desdobra para cuidar, educar e amar minha Pequena.

A vida é um aprendizado diario sim e eu escolho o ir e vir, o bom, a conversa, a educação sem prisão, sem pressão e opressão, a tal da liberdade de opiniões, uma construção saudavel e se eu não sou bem vista ou bem quista por isso, paciência, mas sou muito feliz com as minhas escolhas e com a maneira que decidi VIVER, CRIA E EDUCAR.

Obrigada por perguntar.
Noéle, mãe da Maria Eduarda.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Tão Piegas, mas Amo tanto...

Não passei nem 24 horas sem o Bunito, mas é so saber que ele não estava ali, a algumas milhas de distancia, que foi um vazio chato, um dia sem muita graça sabe, é nessa horinha que você tem certeza que se é Um, e quando esse Um não ta perto tudo vira metade cinza, aiai, sei que é Piegas, mas eu o amo tanto rsrs

Noh

Pro meu Moçoilo Bunito.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Quando a viseira escapole

Nesse final de semana que passou, minha viseira escapuliu e muita coisa aconteceu, então segue a narrativa por favor rsrs...
Uma delas é que me coloquei como surda, como alguém que não escuta nada (tenho aula de libras na faculdade e eu amo isso), você ai que me lê ja parou para pensar nisso? Creio que não a fundo, sinta-se convidado a pensar, pense como é não escutar melodias, como é não escutar os primeiros sons do seu filho, como é não escutar o barulho do mar, o borburinho das festas de familia, a risada dos seus pais, aquele passarinho que insiste em te acordar de manhã com seu canto, então pensou? Eu pensei, senti e chorei a vida ao constatar que o mundo não esta preparado para deficientes auditivos e muito menos nós, que ouvimos.

Com mais uma escapulida, na aula de Didática, parei para reparar como andam as salas de aulas, o ensino e me perguntei o seguinte: Onde essa merda vai parar??? OLha eu faço Letras, claro que fazendo licenciatura o mais claro é que eu dê aulas, mas caros amigos nunca tinha pensado nisso, pensei em trabalhar em editoras, como revisora de textos e no maximo dar aula de literatura, mas como todos que começam ali, uma vontade de dar aulas vai aparecendo e ai o bicho pega, porque vocês ai sentadinhos me lendo, ja pararam para dar uma olhada geral nas escolas, nos alunos e nos professoras e na falta de assistência para todos? To perdida meu povo.

...olha muita coisa mudou, vixe, com a viseira no chão, o sol queimou minhas vistas e me senti estranha no começo e liberta no final, mas tem mais, muito mais, mas conto aos poucos pra ver se eu digeri tudo...

Boa semana
Noh

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Hoje eu quero sim

Hoje quero enfeitar meu quarto com flores amarelas, quero ler em voz alta e tomar vinho, hoje quero ninar minha filha no colo ate que ela durma, cantar para ela o que eu cantava quando ela nasceu, escrever palavras desconexas, aquelas que aparecem do nada e que so fazem sentido para mim, não quero telefones tocando, nem ninguem me chamando, hoje não quero o "não pode" ou o "não deve", hoje quero comer frutas do pe e fazer paglia italiana, hoje quero sentar no chão, tomar banho a luz de velas, ver filme sentada no chão e dormir de conchica, hoje eu quero tudo, o mundo se eu puder.

NOh


E essa Belezurinha de Caipira ai é a minha Duda, agora fala comigo meu povo, com essa Teteia em casa eu preciso de alguma coisa??? NÃOOOOOOO



Bom fim de semana


quinta-feira, 16 de junho de 2011

Um minuto so

Há dias que me visto de mim mesma e sinto alivio quando
vejo o vento balançar.

Noh

quarta-feira, 15 de junho de 2011

O tempo, não o do relógio

Entendo que o tempo de Deus não é o mesmo do meu, entender eu entendo, mas aceitar ou não me angustiar é um trabalho interno que tenho tentando fazer comigo todos os dias, pois senão o faço, mergulho de cabeça no buraco negro que vive aqui e sair é quase uma morte, fico machucada, dolorida e sem brilho, então, terapia em mim eu sei. Na última semana andei mais resguardada, calada e quieta, não era tristeza, é tipo uma angustia mesmo, sabe quando você chega em casa e não se encontra mais no lugar, deita na cama e sente que aquela não é sua cama mais, não é mais o seu quarto, nada ali é seu de verdade e você não quer mais nada daquilo? Alguém ai ja passou ou esta passando por isso? Pois é, eu estou, também não estou reclamando da casa onde moro, não é nada disso, o que acontece é que não me cabe mais lá e chegar nessa real constatação me deixou chateada. Realmente a verdade doi um pouco sim, a verdade de que o tempo passou, você cresceu e tudo mudou, é um tapa na cara de quem como eu não saiu ainda da casa dos pais.

Desde o momento que pedi ao Universo e todos os seres que habitam aquele imenso azul marinho que me mostrassem tudo que eu preciso ver para evoluir tenho tomado um TAPA na fuça todo dia, faz parte, pedido feito minha filha é pedido atendido, sem meias conversas e meias palavras, é isso ai.

Seguimos firme e de vez enquando com os olhos meio mareados...

Noh

terça-feira, 14 de junho de 2011

Mensagem do Dia

"quando há autodiscplina, há clareza e leveza. é isso que me faz captar os toques de Deus. Por outro lado quando eu não tenho autodisciplina, meu intelecto fica ofuscado e confuso. Sei que Ele quer me ajudar, mas eu não consigo receber esse suporte divino. Então o método é organizar os pensamentos porque a autodisciplina começa da mente. Assim minha casa interior ficará tão limpa e tão organizada que Deus virá me visitar".

BK Sudha


Bom dia né.
Noh

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Ontem e certos dias

Ontem a festa foi em torno de um ano e meio de dias felizes, é claro, que nesse tempo houve muita ventania, algumas tempestades e indecisões, mas a casa nunca ruiu uma parede sequer, a base é solida, profunda. Ontem comemoramos a familia que unimos, as diferenças que gostamos, os sorrisos que dividimos e o amor que plantamos.
Ontem foi como todos os dias, feliz, alegre, leve e com olhares nossos, ontem não precisou de flores, o dia por si ja estava florido, cheio de música como nossos últimos domingos.

Sinto, porque é muito maior do que somente compreender, sinto que amor, amor mesmo, é vivido todo dia, são atos de respeito, são pensamentos de carinho e lealdade, são sonhos em conjunto, são desejos de dias melhores e vidas melhores, é viver o cotidiano com leveza e alegria de estar, de ser familia, porque é isso que eu tenho, eu tenho uma familia linda, que eu mesma construi e que todos os dias agradeço.

Sabe, eu não preciso de nada nessa vida, nenhum presente paga os dias que tenho ao lado da minha filha e do meu COMPANHEIRASSUUUU, nada é maior do que eles, então todo dia pra mim, é um dia especial, um dia novo, um presente delicioso.

Então, viva a vida.

Beijos
Noh

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Sobre RESPEITO

Não balanço bandeiras, mas cobro respeito alheio porque dou respeito, não sou feminista extrema, mas não suporto piada machista, nem racista, nem piada que humilhe ou rebaixe raça, credo e afins, sou mulher sim, negra sim, mãe independente sim, estudante, trabalho e pago meus impostos, não suporto falta de respeito de maneira alguma. Respeito as escolhas alheias, independente de tudo, respeito escolhas sexuais e não é isso que muda o carater, carater é carater porra, e quem você come entre quatro paredes não é da minha conta. Não vigio, nem espio orkut, facebook ou qualquer outra via de quem não gosta de mim declaradamente, não cutuco, não encho o saco de ex namorado, não me infiltro em meios que não sou bem vinda, e sabe o porque disso, porque RESPEITO o espaço e opinião alheios, não chuto cachorro, não bato em crianças, não cobiço homem alheio (tenho o meu e passo muito bem com ele), não boto olho gordo e nem quero que ninguem vire o pé, e sabe o porque disso? Porque RESPEITO a estrada, o caminho do outro.

Sendo assim, porque, porque ainda há pessoas nesse mundo tão farto que não cuidam da própria vida, do próprio caminho? Vai saber, deve ser divertido fazer piadas ou observar o mundo alheio, disso eu ja não posso opinar, porque passo 24 horas cuidando da minha parte e seria uma Utopia que todos cuidassem da sua, mas ainda tenho esperança, afinal 2012 esta ai.

Noh

P.s: não escrevi esse post pensando em ninguem, muito menos em algo especifico, mas é que essa semana vi tanta falta de RESPEITO, em relação a muita coisa que resolvi desabafar, afinal isso aqui, esse Canto é um diario, essa é a finalidade dele. E pra que não reste dúvidas, eu to Muitissimo Bem, feliz da Vida. Obrigada.

Bom fim de semana.
Beijos a todos.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Escreva Lola Escreva

http://escrevalolaescreva.blogspot.com/2011/06/liberdade-relativa-marcelo-tas-quer-me.html?spref=bl

Se você é um ser inteligente e não suporta nenhum tipo de preconceito, racismo, injustiça e afins, leia, leia e leia.

Obrigada Nina, obrigada mil vezes

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Saudosismo do mais gostoso

Amo ser mulher, ter 26 anos, estar quase casando, ter uma filha de quase três anos, trabalhar, estudar, namorar, brincar e ser familia, eu amo, de verdade, não tenho saudade do passado ou do que eu era com 15 anos, gosto da minha maturidade, das minhas manias e escolhas, não abro mão de escolher quem ou o que faz parte do meu caminho e adquiri isso com o passar dos anos e o aprendizado das experiências.

Eu ja tive muitos amigos, hoje caminho em menor quantidade e com mais qualidade, alguns achei que nunca os perderia ao longo da caminhada, morreria por eles, mataria por eles, hoje ja não tenho mais nem o número de telefone na minha agenda, ja tive amigos dos quais trocava e-amails, confidências, sonhos e olhares todos os dias e hoje não me lembro nem de meias palavras ou inteiras historias, ja tive amigos que dividiram comigo cruzes pesadas, buracos escuros, feridas abertas, noites regadas a farras boas, porres de subir uma rua de quatro, amigos de dividir livros e ate cama, ja tive amigos para experimentar a vida, amigos para viajar, amigos de uma hora e de uma vida inteira, tenho amigos que nunca vi pessoalmente mas que guardo como tesouros do lado esquerdo do peito, tem amigos que deixaram de ser amigos e se tornaram estranhos a ponto de eu nunca mais tocar o nome, ja tive amigos que confudi com amor, amigos que não acreditei no amor, amigos que se foram cedo demais, outros que perduram por anos.

Hoje bateu uma saudade boa, uma saudade de um tempo em que eu nem sei ao certo se existia, mas que guardo na lembrança um cheiro bom e um gosto doce, cores vivas e lindas, músicas que me fazem chorar, mas não gostaria de voltar, não faria nada diferente, não colocaria mais horas ou mais amores, mas é que tem dia que a saudade e o riso interno resolvem nos visitar ao mesmo tempo e acaba saindo isso tudo aqui.

Saudade boa.
Noh

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Inteira, completa, para sempre.



Domingo que vem (12/06), tudo isso ai, nós, inteiros, completamos um ano e meio, e eu so posso dizer obrigada por plantar junto, por colher junto e por me fazer sorrir todos os dias namorido meu rsrs.

TE AMO

Desabafo Bomberillllll

Rarissimas vezes, salva algumas exceções me vejo horrorizada com certas noticias, muita coisa virou cotidiana e aja estomago para suportar o todo, mas o que esta acontecendo com a classe dos Bombeiros no Rio é vergonhoso, imagine vocês que sua casa esta pegando fogo, seu filho esta la dentro e chega os bombeiros, os caras entram na sua casa em chamas, salva seu filho e pronto, vocÊs conseguem ver a importância que eles tem, quem entraria numa casa em chamas para salvar um semelhante sem o conhecê-lo? E esses mesmos homens ganham menos do que dois salários por mês. Isso é ou não é revoltante? Um deputado não entraria na sua casa, um senador muito menos, ja o Prefeito, Governador e Presidente, esses nem ao menos sabem da sua existência, e ai? De quem é a culpa, ou o dedo podre nessa briga toda?

Sei que todo mundo fala, que todo mundo diz, mas até quando sua casa vai queimar e uma corja inteira nesse exato momento nada nos cofres públicos e ri da sua cara???

É hora de botar a cara a tapa, to dizendo, a hora ta chegando...

Noh

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Obrigada por existir Chico

O Meu Amor
Chico Buarque
Composição : Chico Buarque

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
E que me deixa louca quando me beija a boca
A minha pele toda fica arrepiada
E me beija com calma e fundo
Até minh'alma se sentir beijada

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Que rouba os meus sentidos, viola os meus ouvidos
Com tantos segredos lindos e indecentes
Depois brinca comigo, ri do meu umbigo
E me crava os dentes

Eu sou sua menina, viu? E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Que me deixa maluca, quando me roça a nuca
E quase me machuca com a barba mal feita
E de pousar as coxas entre as minhas coxas
Quando ele se deita

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
De me fazer rodeios, de me beijar os seios
Me beijar o ventre e me deixar em brasa
Desfruta do meu corpo como se o meu corpo
Fosse a sua casa

Eu sou sua menina, viu? E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz


Noh
BOm fim de semana...

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Minhas loucas orações

Mãe da água, da terra e do ar
mãe que faz o fogo crepitar
Mãe que tras as marés e
revolta o mar
Mãe que treme a terra
e põe tudo em seu lugar
Mãe que mexe meus cabelos
e faz folhas voar
Mãe que embala, que me governa
e me faz caminhar
Mãe que me faz mãe
e me bota no lugar,
proteja meus caminhos e meu andar
proteja meus mergulhos e meu respirar
proteja toda vida, em todo lugar.

Noh

terça-feira, 31 de maio de 2011

Nove milhões de luzes

Uma vida assim não é bom de se questionar, apartir da pergunta há um feixe, uma brecha, uma lacuna aberta, existe vida diferente, acabou, era a pergunta que não poderia ser feita, para o seu próprio bem, mas era tarde demais, assim como a pergunta Quem sou, a viver diferente era mortal, uma vez mordida por ela não havia muito a ser feito. Aconteceram milagres no meio do caminho, ela não mais dançou, não por falta de música, mas não poderia fazê-lo se sentindo um tripé estavel, não queria ser estavel, queria pender para os lados, desfez o tripé duro, agora caminhava cambaleante, mas sorria a cada tropeço, e assim foi crescendo. Os questionamentos so vieram a aumentar, ela pensava, a cada passo dado, mil perguntas borbulhavam, a ferida não fechava, as vezes se sentia so nesse mundão de meu Deus, outras horas estava tão preenchida que chegava a chorar para esvaziar um pouco. Ela tentou. Do jeito dela claro, tentou andar, tentou entender, tentou amar, compartilhar, ela tentou tanto, mas tanto que numa bela manhã acendeu-se toda, ela era nove milhões de luzinhas, acenderam tão rapidamente que o único movimento feito foi o de voar, ela mudou a vida, acendeu inteira.

Noh

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Sonho

Sonho sonhado a dois, tem mais chances de concretizar rapidamente, o universo conspira sempre a favor, é claro, sabendo bem o que se quer e fazendo sua parte.

Noh

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Sobre Eu mesma

Descobri que:
Disciplina é coisa diaria, trabalhada diariamente mesmo
Que tenho que reeducar minha mente, frutas, legumes e verduras te deixam bem e linda
Que quanto mais você se assume, maiores as consequências e menores os choros
Que ter paciência não é ficar em estado de "bobo surdo", requer respiração budista
e amor pelo próximo
Que deixar a lingua dentro da boca é o melhor em 99% do tempo
e que se for para falar, a verdade nua e crua que seja com muita educação
Organização te da mais tempo para fazer outras coisas
e que se algo que é muito importante para você desaparece do nada, chorar uma semana é normal, mas no 8 dia refaça tudo outra vez
Que o trabalho dignifica o homem sim, mas somente quando é algo que te da prazer
Que o amor é sim, um conjunto de ações diarias e que se você o tem, cuide bem
Que amar é a melhor coisa do mundo
Que ser familia é mais ainda
E que escrever sem saber se alguem ta lendo isso aqui é libertador.


Boa sexta então.
Beijos
NOh

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Certos nomes

Confiança, acho que é esse o nome que se dá, quando sorrio para mim mesma e saio feliz para mais um dia sem olhar para tras.

Noh

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Descobriiiiiiii

Acabei de descobrir, meu problema não é o que eu como
e sim o que eu penso, no lugar de fazer reeducação alimentar,
vou fazer reeducação mental, pq do que adianta eu comer maçã pensando em brigadeiro???

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Noh Gomes

Botando Reparo

Ta, eu não sou dessas que fica observando a comida alheia, acho falta de privacidade o outro reparar o que você esta comendo, mas hoje sei la o porque parei para observar o que anda acontecendo no mundo alimenticio ao meu redor. Pensa comigo, se somos o que comemos, estamos fudidos (desculpe a palavra, mas não achei melhor).
É claro que trabalhando o dia inteiro, chega a ser dificil monitorar as mastigadas diarias, mas observe aqui comigo.
Onde eu trabalho não há um cozinha no mesmo andar, eu trabalho no sexto, e o refeitorio é no primeiro, nós abrimos mão dos quinze minutos de lanche para trabalharmos somente de segunda a sexta, mas isso não justifica o que vem a seguir.
Coxinhas, pastel frito de carne e queijo, biscoito recheado (o pacote inteiro), café e mais café puro e horrivellllll, refrigerante, bolo de chocolate, suspiro e rosquinhas recheadas, eis que acabo de contar o que estou vendo nesse exato momento e são somente 09:16 da matina. Ops isso não é na minha mesa viu, pois a duas semanas atras vi essa mesma cena e me perguntei o que eu era, uma pessoa ou um saco de biscoitos, desde então, barrinhas de cerais, maças e peras andam vivendo na minha ilustre gavetinha de mesa, e sabe o que eu reparei nessas duas semanas saudaveis da minha pequena vida? Que ando mais disposta, que emagreci um quilinho abençoado e que hoje sou uma pessoinha fruta, melhor do que biscoito né.
Sei que botar reparo na mesa alheia é feio, mas mais feio do que isso é não se cuidar.
Entendeu????


Noh
Beijossss

terça-feira, 24 de maio de 2011

O que pode ser...

Ha três dias me sinto assim, cinza, ar pesado, olhar parado,
ou a gripe me pegou ou baixei a guarda...


Noh

A mulher como encontro do homem e do amor

"A mulher é uma dimensão esquecida, um valor abandonado por uma sociedade feita exclusivamente pelos homens e para os homens. Não se enxergou nela a possibilidade da complementaridade. O homem procurou se aproveitar de sua fragilidade física para submetê-la à dominação política, econômica, sexual e social. A mulher sempre esteve subordinada ao homem como um meio, jamais como um fim em si. Seja como mão de obra super explorada; seja como serva do lar, mutilada das possibilidades sociais exteriores; seja como meio de fruição sexual ou de ornamentação social. Ainda que ela como sendo a base do encontro do homem com o amor crie sempre uma nova chama. Uma nova esperança e dali jorrem novas fontes e o universo masculino seja nisso enriquecido."

**

Luiz Mendes

29/04/2011.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Com esse tempo, o desejo é...

Com o frio que hoje faz, o melhor mesmo era estar assim,
nós três, boas cobertas, ótimos filmes e todas as guloseimas
deliciosas que nesse tempo pedem para ser degustadas.

Noh

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Hoje a morte bateu a porta

Hoje um primo meu partiu, digo partir, pois a morte aos meus olhos nada mais é do que partir para outra estação, foi cedo, se bem que hoje com a média de vida dos homens ser 70 e poucos, ele viveu metade, metade de uma vida, e se foi feliz nessa metade de vida eu não sei dizer, sei somente que a morte bateu a porta e ele partiu.

A morte a meu ver é como um companheiro na hora da partida, pois essa caminhada é feita sozinha, então para não atravessar o caminho sem ter com quem prosear, eis que ela vem e te ajuda, é assim mesmo que eu a vejo,foi assim que me ensinaram a vê-la, lembro da minha avó dizendo que a Morte aparece do jeitinho que você acredita nela, sendo assim penso que ela deve ter braços acolhedores, aqueles feito de força e fofura, longos e suaves, não anda de preto, mas deve usar uniforme para ser mais formal, sem ter que se preocupar demais no caminho, se combina ou não combina com a estrada da vez, acho eu que quando é chegada a hora ela vem de mansinho, no caso deve vir uns dois dias antes, para que possamos nos despedir sem saber, para que possamos nos preparar involuntariamente.

Hoje ela levou meu primo, não sei como ele a viu e se a viu com bons olhos, se teve medo, saudade ou dor, ela o levou dormindo, assim mesmo, o coração apertou e ela lhe deu as mãos.
A morte no meu entendimento enfrenta com agente aquela horinha em que olhamos para tras e como não tem como voltar ela nos impulsiona para frente, para aquela luz la no final do túnel.

Sabe quando eu encontrar com ela vou tentar me lembrar de perguntar como foi a partida dos meus, daqueles que eu sempre gostei, vou bater um bom papo, sou boa disso.
Quando ela aparecer irei dar-lhe um forte abraço, daqueles de que bom você estar aqui, pedirei-lhe que me dê a mão, que me aconchegue no seu peito e que sorria comigo.

Noh

terça-feira, 17 de maio de 2011

Disciplina venda na farmacia meu Deus???

Estudar é habito, achei que eu o tinha, tenho o habito da leitura, gosto, tenho prazer em ler, é um momento de completude dentro de mim, ótimo. Comecei a estudar, passei no vestibular e eis que estou fazendo Letras, isso mesmo, Letras, gosto da comunicação, da escrita, literatura e sempre quis trabalhar em uma editora, faço curso semi-presencial, isso quer dizer que so compareço nos sabados, e no meio de semana é a distância, por minha conta e risco, não é facil, escolhi assim porque trabalho de 08:00 as 18:00, meu dia começa antes das 06:00 e termina por volta das 23:00, pois como todos por aqui ja sabem tenho uma filha pequena, que demanda de atenção, presença, paciência e muito carinho, isso sem contar no namorido que muito me ajuda nas tarefas diarias e no apoio, sendo assim, achei que daria conta, quer dizer eu acho ainda, vou dar conta, mas descobri que disciplina requer tempo, requer rotina e repetição, isso doi viu, doi ver que você não tem disciplina com suas coisas, ja que com as coisas dos outros, exemplo, com as da minha filha eu cumpro a risca e no horario. No meu primeiro dia de aula presencial, a frase que escutei foi de que não há liberdade sem disciplina, não há sucesso sem disciplina, não há nada meu povo sem disciplina e nesse minuto de frases sobre isso lembrei do livro de Chico Xavier do qual adoro, em que quando ele se compromete a ser um ser em evolução as únicas três coisas que ele precisava aprender era: disciplina, disciplina e disciplina. Voltei ao corpo e quis chorar (sou dessas que chora mesmo), mas me contive e respirei fundo.
To aprendendo, to um pouco muxinha com a minha falta de trato comigo, mas estou no caminho, e sabe como eu sei disso, porque ja estou admitindo rsrs.

É isso.
Noh

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Sabe amor

Sabe amor, sua pele me esquenta, me alivia, me completa, é como se eu fosse você, como se fossemos uma pele, um único revestimento encobrindo, esquentando e protegendo duas almas, é estar em casa, sem medo, sem receio.


Noh

P.s: ontem dia 15/05 foi dia da familia e sabe amor, essa data ano que vem estaremos comemorando no nosso "Canto", se Deus quiser.
Te amo


sexta-feira, 13 de maio de 2011

Sentimentalismo

Nessas últimas semanas tenho estado mais amorosa, não sei se o boy amor ou a Pequena Notavel repararam, mas meu coração anda assim, como posso dizer, mais mole, mais derretido e cheinho ate a tampa de puro amor, e eis que hoje chegando com a Cria na escola ela me mostra o mural que fica de frenta a sala dela, ai gente, juro que so não chorei porque não queria assustar as crianças, mas meus olhos esses se encheram fácil, a professora, e que PROFESSORA viu, é um anjo so pode, construi dois murais de fotos com as crianças, mostrando o dia-a-dia, so que alem disso tinha foto com as mães, ai não aguentei, meus olhos pingaram disfarçadamente, a Pequena estava linda, fotos naturais, uma alegria natural, tinha foto no parquinho, na sala aprendendo a colorir, tinha na bebedoteca com livro nas mãos, tinha dormindo, almoçando, tomando banho, abraçando as amiguinhas, correndo atras das galinhas (la tem galinhas, patos e coelhos), e eu ali, vendo, me sentindo a mãe mais sortuda do mundo, quando eu achei que iria explodir de tanto amor, vem a Pequena e me beija o rosto, boca e me abraça forte e me olha no fundo dos olhos, como se dissesse te amo sabe, como faz meu povo, como faz pra não chorar e não sair saltitando, gritando aos quatro cantos que você é sim, a mulher, a mãe, o ser humano mais feliz do mundo, me diz você.

P.s: os dois últimos textos sumiram, mas ja to sabendo que foi todo mundo né, sendo assim fazer o que...

Bom fim de semana, bom não, ótimo fim de semana, divirtam-se, super beijo.

NOh

Sumiuuuuuuuuuuuuuuu

Foi so o meu blog que perdeu as duas ultimas postagens referentes ao dia 11/05 e 12/05, logo após a tal manutenção do Blogspot????

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Pensamentos de mundo...

Centrar, não, não é facil criar e manter um foco, mas somos responsáveis por tudo que escolhemos e plantamos, sei que posso parecer fria e calculista, não sou, sei que não sou, mas não morro de pena de muita coisa. Sabe o que tem escrito na tela do meu computador de trabalho? O plantio é opcional, mas a COLHEITA é obrigatória, penso, se isso vale para mim, vale para todos, não há excessão, estamos todos vivendo na ação e reação, será que so eu vejo isso? Se jogo lixo na rua não posso reclamar que quando chove os bueiros estão entupidos de lixo, isso é racional, é ação gerando reação.
Observar e questionar, não, não é facil, parar de ser o centro das atenções e se dar o direito de observar e questionar uma maneira melhor de se viver, mas é necessário, é preciso se questionar, rever, mudar conceitos, crenças, adaptar-se a uma rotina melhor, a observar o que se fala, o que se pensa e principalmente o que se deseja, eu desejo comprar minha casa, ter meu canto, ai o universo inteiro conspira a meu favor e me da um trabalho novo, do qual posso estar tendo a oportunidade de melhorar meu financeiro, pedido feito, pedido atendido, ta mas não foi um trabalho que pedi, pedi uma casa, casas não caem do céu, trabalhar é servir, servir é conseguir, então observe bem, observe os passos dados e não reclame das escolhas feitas.
Disciplinar-se, não, também não é facil, mas não é impossivel, mas so é conquistado com prazer e dedicação, silencio sim, ultimamente é o que mais tenho feito, porque sinto que é nesse mergulho, nesse observar, nesse centrar que encontro meu Eu certo, meu Eu verdadeiro e inteiro.


Ninguem nunca me disse que estar aqui seria fácil, mas aprendi a tornar a jornada interessante, prospera e muita alegre.

NOh