sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Acordar

Sem dúvidas o melhor foi acordar ao seu lado, não estou (nem sou tão louca a esse ponto) desmerecendo o antes, o começo, mas é perfeito acordar assim, olhando você, vendo essa boca, esse nariz, seu queixo, seus cabelos desgrenhados, ver seu peito nu, imaginar o resto.
Olhar você é me ver também, ver sua calma, sua tranquilidade (seduz meu fogo, doma as chamas e me come sem colher)seu ar de bom sono, faz com que eu fique quietinha, mau respiro, não quero que você acorde, quero continuar fascinada com o que vejo, quero cantar pra você, carregar você nos braços do sono e te dar um beijo de bom dia.
Não quero passar por egoista, mas não quero dividir esse momento com ninguem (nem mesmo com seus olhos), quero isso, eu aqui deitada de lado, você ai dormindo, e eu tentando imaginar que sonho te acompanha, so isso e mais nada, pra que acordar meu bem, deixe so por hoje a pilula vermelha e a azul na cabeceira de nós dois e feche bem os olhos.


***Sexta chuvosa la fora e um quente bom aqui dentro, ótimo fds e muita alegria.

Beijos todos meus e bons.

4 comentários:

  1. Aqueles instantes que acontecem e a gente só quer ver e sentir que está acontecendo. 'deixa o versão pra mais tarde', já diria Amarante!


    um beijo ;*

    ResponderExcluir
  2. Nos, isso aqui está cada vez melhor ... dia frio aqui tb, mas ler vc sempre dá "um quente bom aqui dentro".
    beijos da janela e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. "Acordado, não pude resisitir a manter os olhos fechados e senti-la escrutando-me profundamente, é uma inenarrável forma de carinho as ondas que de você chegam e me inebriam. "Entreacordado" tento atinar: o que você estaria pensando? o que estaria procurando? Não consigo, hipinotizado, quase inerte, alma liberta transitando entre meu corpo e o teu - se é que somos dois - te puxaria prá mais perto... me concentro e você vem, mais perto... me beija manso e um leve tremor me percorre quando tua boca toca minha testa e teu seio meu braço... da tua boca tomaria qualquer das pílulas... ou nenhuma se assim o quiser!"

    PS: esse comentário, claro, é uma obra de ficção... espero não estar, de alguma forma, ofendendo-a!

    Se permitir mais um deslize, deixo também um beijo!

    ResponderExcluir